Categorias

GSD-442 PG2 Detetor de Monóxido de Carbono PowerG Bidirecional Sem Fios

GSD-442 PG2 é um detetor PowerG, Sem Fio, Bidirecional de Monóxido de Carbono (CO), projetado para monitorar o nível de gás CO em habitações residenciais e dar aviso prévio antes que existam níveis potencialmente perigosos.

124,00 € (com IVA)
Referencia:
GSD-442 PG2
Marca:
Adicionar para comparar0
Adicionar á lista de desejos
Descrição

O Detetor PowerG, Sem Fio, Bidirecional de Monóxido de Carbono (CO) está projetado para monitorar o nível de gás CO em habitações residenciais e dar aviso prévio antes que existam níveis potencialmente perigosos. O alarme de CO é transmitido ao painel de controlo PowerMaster e exibido em seu visor.
O gás CO é considerado um gás venenoso, altamente perigoso porque é incolor, inodoro, insípido e muito tóxico. A presença de gás CO inibe a capacidade do sangue em transportar oxigénio pelo corpo, o que pode eventualmente conduzir a lesões cerebrais. O gás CO é produzido pela combustão incompleta de combustíveis (tais como gás natural, propano, óleo para aquecimento, querosene, carvão,
carvão vegetal, gasolina ou madeira) que podem ocorrer em qualquer dispositivo que depende de queima de energia e calor (como fornos, caldeiras, aquecedores de ambiente, aquecedores de água, fogões, grelhas e em qualquer veículo ou motor a gasolina).
Antes do nível prejudicial de CO ser atingido, o receptor acústico interno do detetor emite
periodicamente sinais sonoros e o LED vermelho do detetor pisca. Nesta condição, o som do
receptor acústico pode ser interrompido por 6 minutos, pressionando o comutador
TEST/MUTE. Isto não corrigirá o problema de gás CO, mas silenciará temporariamente o
receptor acústico enquanto se corrige o problema. Após 6 minutos, o detetor reinicia o
alarme, se o nível de CO permanecer elevado.
O detetor fornece indicações de bateria fraca e de fim de vida do detetor.
Atenção: A data de validade do detetor está estampada no detetor. Após o prazo de
validade, o detetor não deve ser usado – não espere a indicação de fim de vida!!
O detetor é continuamente autotestado e tem uma tecla TEST que permite ao utilizador
testar o detetor a qualquer momento.
Nota: O comutador TEST/MUTE funciona como um comutador de TESTE (em operação
normal) ou como comutador MUDO (em condição de alarme).
O acionador do comutador de tamper (Figura 3) é pressionado contra o suporte quando o
aparelho está preso ao suporte. A remoção da unidade do suporte faz com que os contatos
do comutador se abram, criando um evento de tamper, que é relatado pelo transmissor ao
painel de controlo do sistema de alarme.

Detalhes do produto
GSD-442 PG2
Comentários
Sem comentários

Deixe um comentário

  • Qualidade:
Descreva este produto usando palavras simples e curtas.
Produtos relacionados

Configurações

Menu

Crie uma conta gratuita para usar listas de desejos.

Entrar